quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Conflito agrário:
Reintegração de posse em acampamento do MST

Está previsto para amanhã, 17 de setembro, a partir das 7 horas o despejo do acampamento Marly Pereira da Silva em Paracambi – RJ.

O acampamento é resultado da ocupação da Fazenda Rio Novo que já foi vistoriada pelo INCRA e considerada como latifúndio improdutivo. A ocupação ocorrida em 16 de agosto deste ano tem como objetivo agilizar o processo de desapropriação da área.

Os proprietários entraram com pedido de reintegração de posse na justiça estadual, entretanto os advogados do MST conseguiram mostrar que a competência era da Justiça Federal, com isso a liminar foi cancelada.

Os advogados da Fazenda entraram com nova solicitação na Justiça Federal e conseguiram uma liminar determinando a saída das famílias da área. O Incra e a Ouvidoria Agrária tem tentado intermediar o conflito, sugerindo uma audiência de conciliação de posse e apresentando propostas conciliatórias até a desapropriação, mas a Juíza Federal REGINA COELI FORMISANO da 6ª Vara Federal do Rio, não acatou as propostas e ordenou a retirada das famílias.

As mais de 100 famílias acampadas que já plantaram alimentos e sonhos na área, correm o risco de serem arrancadas pelos agentes da Polícia Federal.

O acampamento fica no lugarejo chamado Floresta, na estrada conhecida como Caminho do Nove que liga Paracambi a Ponte Coberta.

Mais contatos:
Mardônio: 21-8651-1013
Elisangela: 21-9698-4182
Patrícia: 21-9288-8504

AFRO-BLOG'S