terça-feira, 27 de outubro de 2009

NOTA REPÚDIO COSTA VERDE

Angra dos Reis, 21 de Outubro de 2009
Nota de Repúdio

Da: Comissão Organizadora da I Confecom da Costa Verde
Para : Comissão Organizadora da CONECOM-RJ

Em razão da luta e pressão de muitos setores da sociedade civil organizada, jornalistas e outros movimentos sociais foi enfim convocada pelo Presidente Lula, em abril deste ano, a realização da I Conferência Nacional de Comunicação. Desde então, em cada municipio de nosso país se pode acompanhar atraves dos fóruns e grupos de discussão, que sempre há em nossas caixas de entrada, de certa forma, um tema em comum: a realização da I Conferência Nacional de Comunicação que dar-se-á em dezembro próximo na capital federal.

São jornalistas diplomados e em formação, sindicalistas, blogueiros, publicitários e associações diversas.Todos com um foco: o de trabalhar na construção da democratização da comunicação de nosso país. Neste sentindo, percebe-se claramente que todo o processo de articulação e mobilização para a realização de conferências regionais, que delegarão à Estadual foi feito de forma clara, ampla e irrestrita.

Só quem participou de uma comissão organizadora ou de uma conferência pode ter a exata certeza da importância desses encontros, principalmente no interior do estado.A real dimensão que essas conferencias regionais tem tido, são em primeiro lugar, o resgate de rearticulação dos movimentos que lutam pela democratização da comunicação num todo.

Depois de tanto suor e dedicação, é com surpresa que tomamos ciência do regimento aprovado na reunião do dia 14/10. Lamentamos a decisão das entidades Associação Brasileira dos Canais Comunitários (ABCCOM) , Associação Brasileira para a Comunicação Independente (ABCI), Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) e União Nacional dos Estudantes (UNE), de terem votado contra o reconhecimento das indicações regionais na composição da delegação da Conferência Estadual.

Com tal medida e depois de tanto trabalho, nos vem a cabeça a música Cidadão, de Zé Geraldo. Aquela em que em um trecho diz “Tá vendo aquele colégio moço? Eu também trabalhei lá/ Lá eu quase me arrebento/ Pus a massa, fiz cimento/ Ajudei a rebocar/ Minha filha inocenteVem pra mim toda contente/ Pai vou me matricular/ Mas me diz um cidadão/ Criança de pé no chão/ Aqui não pode estudar”.

E é com o sentimento de ter sido desrespeitada em todo esforço empreendido é que a Comissão Organizadora da I Conferência de Comunicação da Costa Verde, onde incluem-se os Municípios de Angra dos Reis, Mangaratiba e Paraty, manifesta-se totalmente contrária a tal medida. Lastima que entidades que já ajudaram na construção de democratização do país, desta vez perca uma rica oportunidade de fazer parte da história, quando tenta calar a voz de quem tem muito a falar e acima de tudo, FAZER.

Assinam este documento as entidades abaixo representadas, que formam a Comissão Organizadora da I Conferência de Comunicação da Costa Verde.

AFRO-BLOG'S