segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Dia da Consciência Negra será lembrado com caminhada em Barra Mansa

Publicado em 19/11/2010, às 17h55

Última atualização em 19/11/2010, às 17h55

Barra Mansa

Cinco instituições de valorização da consciência negra realizam amanhã, a partir das 9h, uma caminhada em homenagem ao Dia da Consciência Negra. A ação começa com uma concentração em frente ao Restaurante Cidadão, na Avenida Domingos Mariano, no Centro, e segue até a Praça da Matriz de São Sebastião.

De acordo com o integrante da APN (Agentes Pastorais Negros) e um dos organizadores da caminhada, Elbison de Avila, participarão, além da APN, integrantes da Aliança Nacional de Negros Evangélicos do Brasil, União Umbandista e da Organização de Integração de Conscientização Negra. O objetivo é conscientizar sobre a importância do feriado do dia 20 de novembro, além de lembrar os 100 anos da Revolta da Chibata.

- Essa é a primeira caminhada em homenagem à consciência negra que realizaremos em Barra Mansa. Este é um dia que merece ser lembrado. A caminhada também será um protesto contra a falta de conscientização das pessoas em relação à data. A ideia não é bater de frente, mas sim gerar reflexão. Inclusive, enviamos ofícios para o comércio da cidade, que estará aberto no feriado, para que colocassem cartazes com frases sobre a data - disse.

Para José Francisco de Oliveira, o Chico, que trabalha com a conscientização sobre a igualdade racial em escolas da região, a população perdeu a fundamentação do feriado criado para lembrar a morte de Zumbi, líder do Quilombo dos Palmares em 1695.

- As pessoas se esqueceram do fundamento do dia 20 de novembro. Palmares foi a primeira república genuinamente brasileira do país. Lá, não viviam apenas negros, mas também índios e todos aqueles que eram minoria na época. A quantidade de pessoas que viviam lá era equivalente a 15% de toda a população do Brasil - falou.

- Em nosso país consideramos apenas dois heróis: Tiradentes e Zumbi. Só que no Dia de Tiradentes todos consideram realmente um feriado, ninguém contesta, o comércio fecha. Já no dia 20 de novembro as pessoas querem contestar, e alguns não querem que seja feriado, mas sim ponto facultativo. As pessoas dão muito pouca importância à história brasileira - acrescentou.
O secretário geral da Organização de Integração de Conscientização Negra, José Francisco de Paulo, o Chiquilim, comentou também sobre a importância de lembrar a Revolta da Chibata.

- Será uma caminhada pela igualdade. É importante também lembrar a relevância dos 100 anos da Revolta da Chibata, quando João Cândido, o Almirante Negro, junto com os demais marinheiros, apontaram os canhões para a capital federal e conseguiram colocar fim no castigo a chibatadas aplicado com exagero nos tripulantes, principalmente nos marinheiros negros.

São aguardadas cerca de cem pessoas para a caminhada.

Confira abaixo os homenageados que receberam os Certificados de Mérito Zumbi dos Palmares:

1. Antônio César Paiva (Coordenador Diocesano e líder católico do bairro Colônia Santo Antônio)

2. José Fernandes (Presidente da Associação de Moradores da Vila Delgado)

3. Levir Rivair (Líder Comunitário - Vila Ursulino)

4. Gonçalves José Landim (Líder Comunitário e Presidente da Sociedade São Vicente de Paula - São Luiz)

5. Marcelo José de Oliveira (Ex-presidente da Associação de Moradores do Retorno)

6. Maria Aparecida Vieira dos Santos (Líder comunitária do bairro Piteiras)

7. Lúcia Helena de Andrade Silva (Secretária da Conferência São Vicente de Paula - São Luiz)

8. Mauro de Paiva Luciano (Professor e Diretor do Colégio Estadual Barão de Aiuruoca)

9. Vinícius Pires Antunes (Mestre Vinícius - responsável pelo Grupo de Capoeira Iluaê Odara em Vista Alegre)

10. Maria Aparecida Mendonça (Agente de Pastoral Negra -Vila Maria)

11. Jorge Domingos (Presidente da Associação de Moradores do bairro Santa Rita da Dutra)

12. Geraldo Luciano Ferreira (Evangelista da Igreja Metodista Vila Nova)

13. José Ponciano de Assis (Líder Comunitário e professor de música - Vila Maria)

14. Maximiliano (Líder comunitário - Vila Nova)

15. Maria Aparecida Noronha (Presidente da Associação de Moradores do bairro Nossa Senhora de Lurdes)

16. José Guilherme (Mestre Guilé - responsável pelo Grupo de Capoeira Berimbau Dourado de Angola - Vila Maria)

17. Maria José (Liu - Líder comunitária do bairro Metalúrgico)

18. Gumercindo (Líder comunitário do bairro Boa Sorte)

Fonte: Jornal Diário do Vale

AFRO-BLOG'S