sexta-feira, 29 de abril de 2011

Meia Paralisação dos professores e funcionários da Educação da Rede Pública de Barra Mansa em 27 de abril de 2011

 

Relatório do Ato

Cinqüenta e três pessoas entre professores, funcionários e representantes do SEPE – Barra Mansa estiveram reunidos no Pátio da P.M.B.M com faixas e cartazes de reivindicações exigindo nossos direitos.

Infelizmente algumas diretoras sob pressão, engavetaram a chamada para a meia paralisação. Mas Rosa Luxemburgo já dizia que “Quem não se movimente não sente as correntes que o prendem.” E muitas diretoras e diretores estão presos às correntes da opressão.

Após o Ato, um grupo de 12 pessoas representantes das Escolas da Rede formou uma comissão a fim de obter uma reunião com o Prefeito Zé Renato.

Porém, mais uma vez o prefeito não estava para nos atender. A recepção ficou por conta da Secretária de Educação, Srª Silvia Victória e do Secretário de governo, Srº Levy.

A reunião teve início com a fala da professora Isa- coordenadora do SEPE-B.M.,dizendo que o SEPE enviara vários ofícios ao governo em tempo oportuno mas até a presente data nenhuma resposta fora obtida.

A pauta foi apresentada na seguinte ordem:

* Reajuste salarial de 26% já!;

* Descongelamento do nível de referência (mais de 8 anos sem reajuste – perda de 6% anual);

*Plano de cargos e salários. ( segundo a secretária o plano está’arquivado” no setor jurídico, significando que esse não é prioridade.);

*Licença Prêmio ( exigimos que pelo menos uma licença venha ser liberada em pecúlio, sem que os funcionários tenham que se curvar às barganhas do IPTU. É sabido que um funcionário “poderoso” conseguiu tal proeza... só ele... ) segundo a secretária Silvia, um plano de critérios relativo às liberações está em estudo;

*Transparência nos gastos do Fundeb (acreditamos que as contas do Fundeb não correspondem à realidade. ONDE ESTÁ O DINHEIRO? O governo alega que está tudo certo.! SERÁ??????? Precisamos fiscalizar;

*Exigimos que os professores do Projeto “Música nas Escolas” sejam concursados, já que os salários são pagos com o dinheiro do Fundeb numa quantia bem maior que o salário dos professores recentemente efetivados por meio do concurso;

*Realidade das escolas: ”caos” nas estruturas físicas dos prédios. ( a secretária de educação informou que há prioridades de projetos para reforma e construção das escolas municipais e municipalizadas e que o governo descentralizou as reformas das escolas que sofreram com as chuvas. Essas reformas serão feitas com o dinheiro da “Escola Legal”;

*Sobre a reposição das aulas ou dos conteúdos, a Srª Sílvia informou que a direção, o setor pedagógico e professores decidirão juntos a melhor forma de recuperar os dias sem aula;

*Licença Maternidade de 6 meses. Somente a P.M.B.M e de Pinheiral que não assistem às mães com o prazo de 6 meses, acatando a Emenda Constitucional ( segundo a professora Conceição- SEPE Central- alguns casos de não cumprimento à Emenda estão sendo encaminhados à ALERJ;

*Gestão Democrática Já!!! (mesmo que a atual direção permaneça, é consenso que a forma mais justa de se escolher um candidato para esse cargo é por meio da eleição, com a participação dos atores que pertencem direta ou indiretamente à comunidade escolar);

*A reunião terminou com a promessa de se marcar uma agenda com o prefeito Zé Renato por meio da secretária Sílvia Victória.

À tarde desse dia os professores se reuniram na Praça da Matriz a fim de realizar um Ato de conscientização com a população de Barra Mansa por meio de panfletagem.

O SEPE fará o informe da agenda para que todos acompanhem.

*** Sua participação é muito importante***

Assinado

Comissão de Professores e Funcionários da Educação da Rede Pública de Barra Mansa e SEPE – B.M.

AFRO-BLOG'S