quinta-feira, 9 de junho de 2011

Ata da reunião do Movimento Solidariedade Quilombola/RJ.

 

Realizamos na quarta feira dia 25 de Maio de 2011, reunião do Movimento Solidariedade Quilombola/RJ, cujo objetivo principal é o de atuar no sentido de contribuir com a luta deste setor do movimento social Negro brasileiro que ainda nos dias de hoje em pleno século 21 lutam incansavelmente pelo simples reconhecimento do seu direito secular a terra. Baseado nos fatos de que o Estado Brasileiro não é até os dias de hoje consequente com as reivindicações mínimas oriundas das comunidades de remanescentes de Quilombos é que resolvemos tomar pra si esta bandeira histórica de maneira a contribuir com esta luta fundamental. É fato o quanto a academia se beneficiou historicamente ao falar das questões Quilombolas, sem que houvesse o retorno mínimo a essas mesmas comunidades, os pesquisadores, intelectuais acadêmicos, os doutores de plantão elaboraram inúmeras teorias acerca desta questão,  porem muito pouco ou quase nada houve de retorno concreto a essas comunidades. Um fato que nos mostra bem essa realidade é que temos aqui no Rio de Janeiro, 34 comunidades de Quilombos, porem somente uma única comunidade até então obteve  sua titulação,um tremendo absurdo histórico. Os ataques   ocorridos nos últimos anos sobre o Decreto 4887/2003, que  trata dos procedimentos administrativos para titulação dos territórios Quilombolas, seguem por todos os lados aos olhos dos governos passados e atuais ao bel prazer da classe dominante deste país. Este é o quadro em que se encontra a realidade das comunidades Quilombolas, o que é inadmissível,  sem ter as condições básicas de condição  de vida, seja por falta de água potável, seja por falta de luz, postos de saúde, escolas  e, tudo que possamos chamar de condição digna de vida. É justamente por este quadro que se apresenta para o conjunto de comunidades Quilombolas que um grupo de Negros(as), militantes da nossa causa resolveram tomar pra si  o compromisso de ajudar o nosso povo nesta luta que é de todos nós afrodescendentes comprometidos única  e exclusivamente com a libertação do nosso povo do julgo da super exploração e opressão que lamentavelmente esta submetido uma enorme parcela dos nossos irmãos por este Brasil afora. Encontrar meios e forma de contribuirmos com o processo de superação deste quadro traumático que vivem os Quilombolas a nível Nacional é a tarefa que estamos nos propondo a cumprir neste primeiro momento com a perspectiva de transformarmos esta luta de milhões de homens e mulheres deste pais em uma só luta.

Pela memória dos nosso lideres Zumbi dos Palmares, Aquatune, Tereza  de Benguela, Luiza Main, Dandará, Negro Cosme, João Candido, Abdias do Nascimento e tantos outros que lutaram e deram suas vidas para que hoje estejamos aqui.

VIVA A SOLIDARIEDADE DE CLASSE DO NOSSO POVO NEGRO.

A LUTA É O CAMINHO DA VITORIA

ABAIXO A ADIn 3239/2004 NO STF

Reunião toda quarta-feira às 18hs. Sindicato dos Metroviários/RJ.

Av. Rio Branco/277 Grupo 401.

NA FÉ DE ZUMBI E DE TODOS ORIXAS, INQUICES E VODUNCIS

Presentes:

Elia José Alfredo – SIMERJ/ CSP Conlutas / MNU;

Damião Braga Soares dos Santos – ARQPEDRA/Frente Nacional em Defesa Dos Territorios Quilombolas / MNU;

Iêre Ferreira – Fotografo Jornalista / militante do movimento social negro;

Antonio Terra – Fotografo /militante do movimento social negro

AFRO-BLOG'S