sábado, 11 de junho de 2011

Calendário afro–junho

11 - Nelson Mandela, Walter Sisulo, Elias Motsoaledi, Govan Mbeki, Raymond Mhlaba, Achmat Kathrada, Dennis Goldberg, Elias Motsoaledi são condenados a prisão perpétua. (1964)
11 - Atendendo as reivindicações feitas pelo Centro de Estudos Afro  - Orientais em 1983 e das entidades negras em 1984, o então Secretário de Educação da Bahia, Prof. Edivaldo Boaventura assina a portaria n. 6068 incluindo nos currículos de l. e 2. Graus a disciplina Introdução aos Estudos Africanos. (1985) (4)
11 - Morre assassinado em seu apartamento no bairro da Lapa, Rio de Janeiro, o cantor e compositor Oswaldo Nunes, autor de sucessos como: "Oba", "Voltei" e "Saberás". (1991)

12 - Morre aos 27 anos a bordo da corveta "Parnaíba" o marinheiro Marcílio Dias (1865)
12 - Nasce na Rua Santa Luzia (RJ), o compositor Paulo Benjamin de Oliveira Paulo da Portela, o primeiro sambista a desempenhar as funções de relações  - públicas de escola de samba, um dos fundadores da Escola de Samba Portela. Compôs : "Roleta", "Cidade Mulher", "Desprezo". (1901)

13 - Dia consagrado ao orixá Exu, no Rio de Janeiro e Ogum na Bahia.  - Orixá mensageiro entre os homens e os deuses, seu elemento é o fogo. É associado à fertilização e a força transformadora das coisas. Espírito justo, porém vingativo, nada executa sem obter algo em troca e não esquece de cobrar as promessas feitas a ele; a primeira oferenda é sempre sua.
Seu dia é a segunda-feira. Cores: preto e vermelho e a saudação é Laroiê!
13 - Nasce em Porto Alegre (RS) Luciana Lealdina de Araújo  - Mãe Preta. (1870)
13 - Morre Walter Rodney, líder revolucionário da Guiana. (1960)
13 - Tem início o Congresso Internacional "Escravidão e Abolição" (UFRJ,UFF), em Niterói e no Rio de Janeiro. (1988)
13 - As forças militares sul-africanas através de um ataque surpresa contra Gaberones, Botsuana, mata quinze pessoas, entre elas, três mulheres e uma criança, que supostamente estariam abrigando, em suas casas, guerrilheiros do CNA sul-africano. (1985) (3)

14 - Nasce no Rio de Janeiro o instrumentista e compositor Wilson das Neves. (1936)
14 - Nasce no bairro de Triagem, Rio de Janeiro, o cantor e percussionista Carlos Negreiros. (1942)
14 - Morre assassinado no Rio de Janeiro, o poeta, militante social e militante negro, Hermógenes de Almeida. (1994)

15 - Henry O Flipper torna-se o primeiro negro graduado pela Academia Militar de West Point. (1877)
15 - Nilo Peçanha assume a Presidência da República, no Brasil. (1909)
15 - Morre na Califórnia (USA), aos 78 anos, a grande dama do jazz, Ella Fitzgerald, vítima de complicações decorrentes de diabetes. (1996)

16 - Morre no Rio de Janeiro, o compositor Oscar José Luís de Morais, Caninha. (1961)
16 - Dia Internacional de Solidariedade a Luta do Povo da África do Sul.
16 - Massacre de Soweto. (1976)
16 - Surge em Campinas (SP) o jornal Correio de Ébano. (1963)
16 - Fundação no Rio de Janeiro do G.R.E.S. Unidos do Jacarezinho. Cores: rosa e branco. (1966)
16 - Morre em Porto Alegre (RS), o jogador de futebol, Osmar Fortes Barcelos - Tesourinha. (1979)
16 - Criação no Rio de Janeiro, do NZINGA  - Coletivo de Mulheres Negras. (1983)

17 - Chega ao Rio de Janeiro, o pernambucano Hilário Jovino Ferreira  - Lalau de Ouro, fundador do Rancho Rei de Ouro, o mais fecundo fundador de ranchos e sujos do carnaval carioca. (1872)
17 - O Brasil reconhece a independência da Guiné  - Bissau. Primeiro país da chamada "África portuguesa" a se tornar independente. (1974)

18 - Coreta Scott e Martin Luther King Jr. casam-se no Alabama (EUA). (1953)
18 - Nasce em Atibaia, o jogador de futebol Onofre de Souza, Sabará. (1931)

19 - Morre no Rio de Janeiro, aos 81 anos, o jurista, parlamentar e político brasileiro, Antônio Pereira Rebouças. (1880)

20 - Fundação no Rio de Janeiro, do G.R.E.S. Independentes de Cordovil. Cores: azul-celeste e amarelo-ouro. (1946)
20 - Morre vítima de síncope cardíaca, no estúdio de gravação da RCA Victor, o compositor Armando Vieira Marçal, autor de "Agora é Cinzas". (1947)
20 - O líder, sul-africano, Nelson Mandela é aclamado por cerca de 800 mil pessoas nas ruas de Manhattan, Nova Iorque (EUA). (1990)

AFRO-BLOG'S