domingo, 17 de julho de 2011

MANIFESTO DA RESISTÊNCIA PETISTA

Militantes e dirigentes municipais e estaduais do PT, integrantes das correntes abaixo apontadas e independentes, reunidos no Seminário, no dia 09/07/2011, que discutiu a Construção de Estratégias para o PT/MA, no Auditório do Sindicato dos Bancários, em São Luís -MA, estando presentes municípios de todas as regiões do Estado do Maranhão, além de Renato Simões e Dep. Marcelino Galo, membros da Direção Nacional do Partido, resolveram livremente:

 

  1. Intensificar os esforços pela manutenção do PT do Maranhão fiel à sua tradição de luta por um estado verdadeiramente democrático, tendo como foco principal a defesa dos interesses da maioria de sua população e o consequente fim do modelo oligárquico de dominação política.
  2. Reafirmar a independência do partido em relação ao grupo que governa o estado há mais de 40 anos.
  3. Construir um programa de desenvolvimento para o Maranhão de superação da pobreza e da miséria, em conjunto com forças políticas e sociais democrático-populares e de esquerda, visando à construção de um bloco histórico como base para a disputa de poder no estado e fortalecendo nossas lideranças em pontos estratégicos do Estado.
  4. Dar integral apoio ao movimento sindical e aos movimentos sociais que lutam pela melhoria da qualidade de vida do povo maranhense, especialmente aqueles que representam legitimamente os mais pobres.
  5. Armar o partido para o próximo embate eleitoral, de 2012, com o fortalecimento da formação política e da organização pela base, com ênfase no programa de mudanças do campo democrático e popular e na conquista de fortes bancadas de vereadores e prefeitos, visando acumular força para as eleições de 2014. Para tanto, anuncia alguns pré-candidatos a prefeito já confirmados para discussão nas instâncias do Partido, relacionados a seguir: Bira do Pindaré (São Luís), Genilson Alves (São Mateus), Arnaldo Colaço (São José de Ribamar), Terezinha Fernandes, Expedito Veloso e Adalberto Franklin (Imperatriz), Socorro (Centro Novo), Valdemar (Satubinha), Adrovando (Presidente Médici), Odívio Neto (São João dos Patos), ex-vereador Cacá (Guimarães) e outros ainda a serem anunciados.
  6. Organizar Seminários para discutir um projeto para cidade de São Luís e outro sobre a Reforma Política;
  7. Ratificar a formação da Resistência Petista, que se constitui enquanto movimento interno do Partido dos Trabalhadores, integrando todos os militantes e lideranças de todas as forças políticas internas que continuam sonhando e lutando pelos objetivos acima expostos.  Dialogando com as outras forças políticos da direção do PT Nacional e Estadual, assim como os aliados do campo democrático e popular da base aliada do governo Dilma.
  8. Constituir, como coordenação deste Campo Político, um coletivo com participação de um representante por força política.

São Luís, 09 de julho de 2011.

Assinam:

Militância Socialista, Mensagem ao Partido, Tendência Marxista, Democracia Socialista, Articulação de Esquerda, Coletivo Rebuliço, Reage PT, Coletivo Vanguarda e independentes.

AFRO-BLOG'S