quarta-feira, 2 de setembro de 2015

Ao Conselho Tutelar - 2º dia

É muito bom saber que muitos partilham de uma mesma causa, embora com visões distintas mas com foco e objetivos comuns. Percebo isto a cada decisão que tomo e sou acolhido com as mais diversas manifestações de apoio, claro nem todas, mas que dão impulso para novas empreitadas. Umas de forma mais tardia, outras em forma de alerta enfim, de diversas formas e tons que não vem ao caso neste pequeno diálogo. A todas essas manifestações seja lá, onde e como foram, meus primeiros e singelos agradecimentos.

Para além desse agradecimento, o que me faz tecer estas breves palavras neste segundo dia de campanha ao conselho tutelar de Barra Mansa é a admiração e reconhecimento quanto a seriedade deste novo formato do processo eletivo. Para aqueles que já conheciam e acompanhavam o trabalho do conselho, mesmo os que, de forma mais distante percebem que alguns procedimentos estão sendo adotados pela primeira vez.
E, para os que acompanhavam mais de perto, até mesmo os atuais conselheiros viram que desta vez foi incluído prova de conhecimento específico aplicado e corrigido por uma entidade reconhecida e de notório saber na causa, com longa experiência em realização de cursos de capacitação e exames focado no tema.

Este novo formato se deve ao trabalho articulador da Secretaria Nacional de Direitos Humanos da Presidência da República que junto com os Conselhos de Direitos da Criança e do Adolescentes e demais órgãos e entidades de proteção e defesa dos direitos da criança e do adolescente analisaram uma série de equívocos que vinham acontecendo, dentre eles a falta de normatização e sincronismo deste importante órgão da sociedade brasileira. O que por consequência, acarretava em muitas das vezes trabalho mal administrado e executado por pessoas com pouca capacitação técnica e até mesmo com intenções adversas aquém daquela proposta na legislação que normatizou este conselho, ou seja, o ECA – Estatuto da Criança e do Adolescente.

Por fim e reafirmando o reconhecimento desta importante mudança, aplaudida não somente pelas entidades que compõem e trabalham em favor dos direitos e deveres das crianças e dos adolescentes, como também pelos atuais conselheiros que sempre se dedicaram com seriedade ao trabalho que lhe fora atribuído em função do cargo, parabenizo a todos envolvido neste processo em particular a comissão eleitoral responsável pelo processo em Barra Mansa que até o presente momento vem desempenhando com zelo, responsabilidade e total isenção todo este trabalho. Parabenizo também o conselho municipal de direito da criança e do adolescente de Barra Mansa que vem cumprindo as determinações da Lei 12.696 que unifica o processo eleitoral em todo território brasileiro em tempo hábil.

Para terminar mesmo peço que curtam minha fanpage, comentem e compartilhem. Conto com você!


AFRO-BLOG'S